Baby Led Weaning – De pequenino é que se come o pepino

Quando ouvi falar sobre Baby Led Weaning pela primeira vez, pensei que era mais uma moda parva. Quando investiguei mais sobre o assunto, os argumentos e evidências entusiasmaram-me e decidi que queria praticá-lo. Mas com bebés, nem sempre somos nós que decidimos, eles também têm voto na matéria. E é preciso ver se o bebé está preparado. De facto, a M desde que nasceu que se engasga bastante, até só com o leite, pelo que decidimos esperar que ela estivesse preparada e, finalmente, começa a estar. Até lá, fomos pela via convencional dos purés e sopas.

O que é o Baby Led Weaning?

Foi criado por Gill Rapley e Tracey Murkett e consiste em permitir que o bebé escolha e coma sozinho os alimentos que prefere, no seu estado natural, sem serem triturados ou esmagados. Desta forma, os bebés escolhem o que querem comer, a quantidade e a velocidade com que comem. Ajuda também a que desenvolvam os sentidos, experimentando novas texturas e aperfeiçoando a coordenação motora fina, ao pegar e levar os alimentos à boca.

De realçar que esta metodologia é uma forma de introdução dos alimentos sólidos, a qual será sempre um complemento ao leite (materno ou de fórmula), pelo que é uma forma de diversificação e não o principal da alimentação do bebé. Enquadra-se bem como continuação da amamentação, especialmente em regime de livre demanda, no sentido em que através do leite materno já se foi habituando a diversos sabores dos alimentos ingeridos pela mãe e à auto-regulação (já antes decidia quando queria comer e que quantidade).

Quando começar o Baby Led Weaning?

Quando o bebé mostrar sinais de estar preparado (esperar todos estes sinais e não apenas alguns):

  • O bebé senta-se bem sozinho, sem apoio;
  • O bebé já perdeu o reflexo de extrusão (automaticamente empurrar os sólidos para fora da boca com a língua);
  • O bebé já possui coordenação suficiente para se alimentar sozinho (movimento de pinça);
  • Demonstra vontade de mastigar, quer tenha dentes, quer não;
  • Mostra interesse nos alimentos que vê e presta atenção aos elementos da família, enquanto comem.

Quais são os benefícios do Baby Led Weaning?

  1. É fácil – não é necessário triturar os produtos;
  2. Os bebés não são pressionados a comer, confiando no seu instinto para saber o que comer, quando e em que quantidade;
  3. Os bebés comem sozinhos, não sendo necessário estar uma pessoa a dar-lhe à colher, podendo estar todos em família;
  4. O bebé cria bons hábitos alimentares;
  5. O bebé aprende auto-regulação, o que pode contribuir para um índice de massa corporal mais saudável no futuro, diminuindo o risco de obesidade;
  6. Experimentar um vasto leque de sabores e texturas, fomenta o gosto por esses alimentos saudáveis, no futuro;
  7. Desenvolvem a coordenação visual e motora;
  8. Criam hábitos sociais e desenvolvem os laços familiares, ao participar das refeições em família.

Que comidas se podem dar?

Fruta, legumes cozidos e alguns tipos de hidratos de carbono. Têm que ser alimentos que os bebés consigam “mastigar” com as gengivas e engolir.  Por exemplo: abacate, banana, batata doce cozida, maçã (cozida), cenoura cozida, pêra muito madura, gema de ovo, massa bem cozida, entre outros.

Evitar alimentos com risco de fazer com que o bebé se engasgue, por exemplo uvas, tomate cereja, frutos secos, pipocas. De evitar também alimentos com elevado potencia alergéneo.

Regra de ouro

Nunca deixe o bebé sem supervisão enquanto come.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: