Receitas para bebés #1

Para mim, a alimentação é um dos pilares da saúde. Há muitos anos que me tornei vegetariana. Até à gravidez era vegan mas com a gravidez e amamentação decidi introduzir alguns lacticínios e ovos, para aumentar o consumo de cálcio e proteínas.

A minha alimentação é à base de legumes, fruta e frutos secos, tremoços, algum queijo, iogurtes Skyr e sementes, praticamente tudo cru e com muitas especiarias.

Se me preocupo com a minha alimentação e se quero dar o melhor à minha filha, evidentemente que tenho todo o cuidado com a sua alimentação. Até aos 6 meses, seguindo as recomendações da OMS, mamou apenas. Desde então, tenho vindo a introduzir um leque crescente de alimentos, sempre tudo preparado por mim, sem químicos, aditivos, conservantes e sem açúcar nem sal adicionados, algo que quero preservar o mais possível no futuro, sendo que eu evito essas substâncias e não ponho sal na comida cá para casa (utilizo especiarias).

Tinha pensado fazer Baby Led Weaning (https://dafarmaciaameta.wordpress.com/2018/05/12/baby-led-weaning…se-come-o-pepino/) mas desde que nasceu que a M se engasga muito até com o leite, pelo que decidi adiar esta decisão. De vez em quando experimento mas só esta semana ela começou a já conseguir comer pedaços sólidos de comida (tiras de pêra madura). Ela adora comer, come imenso e sempre com entusiasmo, mas ainda não tem interesse em ser autónoma e em pegar nas coisas por isso, mesmo para lhe dar pedaços inteiros, tenho que ser eu a segurar os alimentos e pôr-lhe na boca.

Decidi criar esta secção de receitas para bebés, com algumas ideias para vos inspirar. Obviamente que são extremamente simples, tudo “triturado”, mas quero provar que não custa nada e tem vantagens:

  • Nada bate a facilidade de abrir um boião ou uma bisnaga de frutas, mas com uma varinha mágica/robot de cozinha é só descascar os ingredientes e em poucos minutos estão prontos a consumir;
  • Preserva vitaminas e minerais e virtualmente sem aditivos;
  • Controlamos todos os ingredientes, podendo mais facilmente isolar alergéneos;
  • Algumas pessoas preferem produtos de compra por terem fórmulas supostamente adaptadas à idade e suplementadas em ferro e outros minerais e vitaminas. Mas, não só é possível suprir essas necessidades com alimentos comuns como, para os bebés que são amamentados em simultâneo, a alimentação complementar é uma forma de os habituar e preparar para a alimentação normal, mas as suas necessidades alimentares são supridas pelo leite materno.

As papas

Tenho feito várias papas e virtualmente pode fazer-se com qualquer farinha. Deixo-vos o exemplo do que fiz com a farinha de aveia e de milho (já fiz em separado e juntas).

Papa de aveia e milho:

  • Junto algumas colheres de farinha de aveia (já comprei farinha e já utilizei flocos de aveia após reduzi-los a farinha) e algumas colheres de farinha de milho e adiciono água a ferver, apenas o suficiente para cobrir toda a farinha e misturo;
  • Adiciono puré de fruta à escolha (tenho feito com pêra ou maçã por serem mais líquidos) e misturo bem;
  • Adiciono água fria até obter a textura/consistência desejada.

As frutas que já lhe dei foram: maçã, pêra, banana, abacate, meloa, ameixa, dióspiro, papaia e anona.

Nota: Cuidado para não deixarem grumos.

As sopas

Faço sempre uma base de batata doce e abóbora ou cenoura, à qual junto outros legumes. Até agora courgette é o legume preferido mas também lhe dou bróculos, feijão verde e alho francês. A sopa preferida dela é de batata doce, abóbora, courgette e frango. Normalmente cozo tudo junto e depois é só pôr no liquidificador e está pronto. Eu não costumo pôr azeite mas, se puserem, ponham no final para não destruir os seus benefícios.

E nada se desperdiça: cá em casa adoram cascas de batata doce e courgette estaladiças no forno, temperadas com piri piri, açafrão, cominhos e oregãos!

Normalmente junto à sopa carne ou peixe: já lhe dei frango, perú, vitela, coelho e pescada.

“Comida de crescidos” (para bebés com mais de 7 meses, pelo menos)

Esta semana dei-lhe massa com carne e courgette e arroz com peixe:

  • Cozi um bife de frango com massa fusilli e courgette e triturei tudo; ficou bastante pastoso mas ela adorou o sabor e o desafio de mastigar, ficou mesmo feliz;
  • Cozi arroz e uma posta de pescada; tirei a pele, cuidadosamente as espinhas e desfiei o peixe; triturei tudo o melhor possível (o arroz não é tão fácil de triturar) e foi um sucesso.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Blog at WordPress.com.

Up ↑

%d bloggers like this: